quarta-feira, fevereiro 15, 2006

Os passos em volta

Na semana passada, assisti ao lançamento do livro de Cláudia Galhós (Ed. Assírio e Alvim) intitulado Corpo de Cordas - 10 anos da Companhia Paulo Ribeiro, na Livraria da Praça, em Viseu (que começa a ser um ponto obrigatório de passagem na cidade pela agenda transbordante de tertúlias, exposições e lançamentos de obras com que semanalmente presenteia os seus fiéis frequentadores).
A obra da crítica de dança Cláudia Galhós retrata os 10 anos da Companhia Paulo Ribeiro e traça o perfil biográfico do coreógrafo, nome incontornável da dança contemporânea portuguesa.
Como qualquer outra arte em Portugal, a dança é relegada para segundo plano ou votada, pura e simplesmente, ao abandono. Aliás, o destino de qualquer fazedor da cultura no nosso país é sempre muito penoso e pleno de complexos obstáculos.
Este livro fala da vida de um "obstinado" (nas palavras da própria autora) que lutou por um sonho, num esforço de permanente reconstrução e de recomeço, acreditando sempre no poder da criação e do "fascínio da realidade".
Foi uma conversa muito agradável e despretensiosa, no ambiente acolhedor e familiar que caracteriza este espaço da cultura em Viseu (www.livrariapraca.blogspot.com). Da dança fez-se palavra.
Follow my blog with Bloglovin