terça-feira, julho 11, 2006

Rabiscos de cor


Desenhar o percurso. Sempre a cores. De diferentes tonalidades se compõe o quotidiano. Convém doseá-las, saber misturá-las e não incorrer em exageros desnecessários. O belo vive algures entre a harmonia e a contenção. Tudo o que é excessivo conduz à ruptura.

"Est beau ce qui procède d'une nécessité intérieure de l'âme. Est beau ce qui est beau intérieurement. " Kandinsky
Follow my blog with Bloglovin