quarta-feira, julho 26, 2006

J'aime/ Je n'aime pas...


Gosto...
de sentir o cheiro da terra molhada
de sorrir
de enterrar os pés na areia
de ouvir o vento furioso
de despertar sorrisos
de ouvir bossa nova vezes sem fim
de me surpreender com os poemas que conheço de cor
de me deitar e sentir o peso do corpo a desvanecer-se aos poucos
de sentir a textura do algodão doce
de múltiplas cores
de partir
de enterrar os saltos na relva
de boiar
de adereços excessivos
de andar de avião
de fazer as malas
de planear
de constantes contradições
de Teatro
de ver filmes até à exaustão ao ponto de decorar as falas
de chuva lá fora
de texturas suaves
de voltar aos sítios onde fui feliz
de ceder à tentação

Não gosto...
de ficar
de indiferença
de esferovite
de falta de modéstia
de palavras ocas
de confrontos
do pontual barulho estridente do giz no quadro
de passar debaixo de gruas ou de escadas
de superstições
de répteis
de me confrontar com os meus medos
de perder as pessoas de quem gosto
de sentir saudades
da irreversibilidade
de cinzentismo
de conversas banais
de rotina
Follow my blog with Bloglovin