quarta-feira, agosto 30, 2006

Ainda o aniversário…
















Gosto que me liguem à meia-noite em ponto, mas também gosto de receber telefonemas no dia imediatamente a seguir, como se o carinho de todas essas pessoas amigas que se esquecem – errare humanum est – me provasse que os gestos de amizade não se esgotam no dia do nosso nascimento.
No dia a seguir, experiencia-se uma estranha ressaca. De repente, o telefone já não toca e temos mesmo de nos render à evidência de que estamos mais velhos. Rien a faire
O silêncio do dia seguinte contrasta brutalmente com as conversas infindáveis do dia anterior, em que se tenta concentrar em meia hora meio ano de acontecimentos, o que é um feito heróico, sem dúvida. O tempo passa, mas fica a certeza de que há elos inquebrantáveis.
A todos os meus amigos que viveram comigo o meu dia de anos, em presença ou à distância, e que o tornaram especial, um forte agradecimento! Aquele abraço!

P.S. É mais fácil memorizarmos os aniversários que coincidem com feriados ou datas importantes. O meu, de facto, não é bafejado por essa feliz coincidência. É o dia de anos do Michael Jackson - 29/08. Será que isso ajuda? É que eu gosto mesmo que me liguem!... :)
Follow my blog with Bloglovin