quarta-feira, fevereiro 28, 2007

Como disse?

O Estado da Sérvia foi inocentado, pelo Tribunal Internacional de Justiça da ONU, do crime de genocídio de cerca de 8.000 muçulmanos, em Sbrenica, na Bósnia.
Não querendo traçar paralelismos, a priori contestáveis e até descabidos, porque em dimensões completamente diversas, em termos do (não) funcionamento da Justiça, tema recorrente em Portugal, creio que há sempre aquela noção remota de que a Justiça acaba por ser feita e que os algozes serão exemplarmente punidos pelos seus crimes.
Porém, neste caso concreto, o Tribunal da ONU deliberou pela não punição da Sérvia aquando do genocídio perpetrado na Bósnia em 1995. Os líderes deste massacre em Sbrenica, Radovan Karadzic e o comandante militar Ratko Mladic, continuam a monte.
E longínqua continua também a crença num ideal consistente de justiça. Já não sei de quem é a autoria da seguinte citação: "Um morto é uma tragédia, um milhão de mortos uma estatística", que encerra uma clarividência aterradora, mas, lamentavelmente, muito real.
Imagem retirada daqui
Follow my blog with Bloglovin