quarta-feira, julho 16, 2008

A sul


Fico completamente a leste se pensar no sul... Há um je ne sais quoi no sul, não sei se advém daquela luz única e envolvente que nos afaga e nos acolhe no seu ventre terno ou do azul das águas, quentes e calmas, que se movem languidamente, como se não houvesse amanhã sequer...A parte mais entusiasmante das férias é a preparação, o frenesim da noite da véspera, aquela doce insónia da expectativa. E passear pela imensidão do areal e sentir as areias finas e trémulas a fundirem-se na nossa pele ávida de sol. Risco os dias como um prisioneiro de Alcatraz, num countdown frenético e alucinado, na esperança de que um dia engula o outro e logo o outro, para que chegue o momento tão aguardado e...rumar a sul...

"Drowning in me, we bathe under blue light."
Wake up alone, Amy Winehouse

(Não é de admirar que as letras de AW sejam estudadas em Oxford. São habitadas por uma poesia única que nos comove e nos persegue ao longo do dia...Já não se faz música assim! Hoje em dia, os tempos são demasiado acelerados para as pessoas se deterem na beleza das palavras.)
Follow my blog with Bloglovin