domingo, março 18, 2012

Do tempo que faz e do tempo que passa


"O fabuloso destino de Amélie Poulain", um dos filmes que mais me marcou até hoje. Amélie, provavelmente a personagem feminina mais terna, mais completa, mais poética de sempre. A propósito da chuva abençoada (ou como diria Mia Couto, "abensonhada") de hoje e da obsessão universal do tema do tempo, lembrei-me de uma citação do filme que jamais esqueci:

"A angústia do tempo que passa faz com que as pessoas falem do tempo que faz." :)

3 comentários:

Sophia Cerveira Marques disse...

"Une femme sans amour c'est comme une fleur sans soleil, ça dépérit" <3

Sophia Cerveira Marques disse...

"Une femme sans amour c'est comme une fleur sans soleil, ça dépérit." <3

Ana Cota disse...

C'est vraie ma chère amie!:) Bisous

Follow my blog with Bloglovin